Facebook Helena Real | Chef Continente
Dificuldade:
Custo:
Tempo de Preparação:
Tipo de Refeição:
Ocasiões:
Chef:
Dieta:

Entrevistas

Helena Real

home-slider-top

Renomada nutricionista que já colabora com a insígnia da Sonae nos projetos À Roda da Alimentação

EM VÁRIAS DECLARAÇÕES SUAS NA IMPRENSA, VÊ-SE QUE TEM UMA PREOCUPAÇÃO ESPECIAL COM A SUSTENTABILIDADE ALIMENTAR…
Sim, o impacto que a alimentação tem em matéria de ambiente, sociedade e economia (os eixos da sustentabilidade) é bastante considerável, sendo um tema bastante atual e pertinente. É importante promover-se um desenvolvimento sustentável de forma a influenciar a resposta às necessidades do presente, mas sem comprometer a capacidade das futuras gerações em satisfazer as suas próprias necessidades. Enquanto profissional de saúde e consumidora tenho vindo a
desenvolver e promover cada vez mais esta consciência.

ACHA QUE OS PORTUGUESES ESTÃO SENSIBILIZADOS PARA TEREM UMA CONDUTA MAIS AMIGA DO AMBIENTE QUANDO SE SENTAM À MESA?
Os portugueses estão cada vez mais despertos para essa matéria, mas ainda existe muito desconhecimento, pelo que urge os profissionais de saúde e da área do setor agroalimentar incluírem estes conhecimentos nas suas recomendações.

PARA QUEM NÃO SAIBA COMO PODE DIMINUIR A SUA PEGADA ECOLÓGICA NESSA ÁREA, QUE CONSELHOS LHES PODE DAR?
Poderia elencar inúmeras recomendações, mas posso resumir a 5 recomendações, alinhadas com as indicações da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura: Comprar alimentos a produtores nacionais, sempre que possível, preferir alimentos frescos, locais e sazonais, ter uma Dieta Mediterrânica, repensar, reduzir, reutilizar e reciclar, ajudar a promover uma alimentação saudável, envolvendo-se neste tipo de decisões.

DEVEMOS FICAR BARALHADOS COM AS DIVERSAS E DIFERENTES CORRENTES QUE VÃO SURGINDO A NÍVEL ALIMENTAR? EXEMPLOS: COMER HIDRATOS DE CARBONO / EVITÁ-LOS; AS PROTEÍNAS ANIMAIS SÃO BOAS / DEVEM SER EVITADAS; DUAS REFEIÇÕES POR DIA SÃO SUFICIENTES / DEVE COMER-SE DE 3 EM 3 HORAS…
A ciência evolui, o que pode gerar recomendações diferentes ao longo do tempo. Outra coisa são as modas e o marketing que lhes está subjacente, que podem condicionar o comportamento das pessoas, sem que tal se baseie em evidência científica. Será importante que seja procurada informação fi dedigna junto de instituições credíveis e junto de profi ssionais de saúde competentes, nomeadamente os nutricionistas.

O QUE É QUE EFETIVAMENTE MUDOU NA ÁREA DA NUTRIÇÃO NESTES ULTIMOS ANOS?
A área da alimentação e nutrição é muito dinâmica, mas é importante destacar o facto de o conhecimento de base não evoluir a grande velocidade, requerendo, por vezes, anos de investigação, ao contrário das modas que se alteram quase a cada ano, o que faz vislumbrar o perigo associado a elas.

FOI CONVIDADA PARA COLABORAR NO DESENVOLVIMENTO DO LIVRO YÄMMI PARA MAMÃS E BEBÉS. PODE FALAR-NOS DESTE TRABALHO?
O convite surgiu pouco depois de eu ter sido mãe pela primeira vez, pelo que o projeto assumiu um maior interesse por isso mesmo. O facto de poder imprimir ao livro os meus saberes enquanto nutricionista e recém-mamã permitiu contribuir para um trabalho mais completo e aproximado às necessidades de quem entra na maternidade. Embora este livro não substitua o papel de um profi ssional de saúde nesta fase, poderá ser um complemento interessante, pelo que torna fulcral que o mesmo seja desenvolvido à luz das recomendações atuais e, no que toca às receitas, privilegie as nossas raízes gastronómicas e os nossos produtos nacionais.

QUAL É O SEU GUILTY PLEASURE?
Chocolate (com moderação, pois é dos alimentos menos sustentáveis).

O QUE NÃO PODE FALTAR NO SEU FRIGORÍFICO E DESPENSA?
Entre frigorífico, despensa e arca congeladora tenho que ter alimentos variados e provenientes de todos os grupos da Roda da Alimentação Mediterrânica: cereais, derivados e tubérculos, produtos hortícolas, fruta, azeite e outras gorduras, leite e outros laticínios, carnes, pescado e ovos, leguminosas. Além destes, não esquecer os frutos oleaginosos, como as nozes e as amêndoas, e as ervas aromáticas frescas.

QUAL O INGREDIENTE CULINÁRIO QUE CONSIDERA MAIS VERSÁTIL?
Possivelmente as leguminosas.

RESTAURANTES A NÃO PERDER?
Aqueles que nos brindem com pratos que apelem às nossas raízes tradicionais mediterrânicas.

UM CUIDADO DE BELEZA QUE NUNCA DISPENSA?
Ter uma boa alimentação.

UM SEGREDO PARA O SEU EQUILÍBRIO?
Ter os dois pés bem assentes na Terra.

UM DESTINO QUE DEFINITIVAMENTE A MARCOU?
Florença, pela cultura, comida e arquitetura.

UM LEMA DE VIDA?
Procurar deixar aos descendentes um planeta tão bom, pelo menos, quanto o que encontrei.

UMA PAIXÃO PARA A VIDA…
Ser equilibrada e ponderada.

UMA VIAGEM PARA FAZER EM FAMÍLIA? PORQUÊ?
Um périplo pelos castelos portugueses, porque serão sempre um bom ponto de partida para se conhecer uma aldeia, cidade ou região, bem como a sua riqueza histórica, cultural e tradições. Uma boa forma de se dar a conhecer o país aos
mais novos e de se promover a sua valorização.

Mais entrevistas