Teima | Chef Continente
Dificuldade:
Custo:
Tempo de Preparação:
Tipo de Refeição:
Ocasiões:
Chef:
Dieta:

Destinos

Teima

home-slider-top

Um destino rural no Alentejo que aposta na perfeição.

No princípio era um monte abandonado durante 15 anos, coberto de mato e urze e com cheiro a terra, localizado em Vale Juncal, S. Teotónio, concelho de Odemira. Estava prestes a ser muito mais, quando Luísa Botelho e Paulo Camacho o descobriram e se depararam com os sons misteriosos que por ali ressoavam e a luz soberba que o inundava – uma luz, dizem, "de querer ficar para sempre".

Decidiram partilhar este lugar especial, onde sentiram uma energia única, e entre 2009 e 2014 dedicaram-se a moldá-lo com esmero, transformando-o num turismo rural de eleição perfeitamente integrado na natureza, a que deram o nome de Teima. Abriram as portas em maio de 2014, timidamente, apenas com dois quartos. Não tinham motivos para receios. Tudo era perfeito: no final do ano, quem por lá tinha passado dava à Teima a impressionante nota de 9,8 (em 10) no Booking.com. E foi com este arranque que Luísa e Paulo continuaram a teimar sempre na perfeição. Até hoje, diga-se.

No inverno de 2015, aos dois quartos já existentes somaram mais quatro, construíram uma sala de refeições e outra de estar. E uma piscina (lap pool) com 22 metros de comprimento inserida num deck com 200 m2 onde não pouparam em espreguiçadeiras.

Atualmente, a Teima tem nove quartos (sendo dois deles suites), decorados de forma individual e criteriosa, com cores apaziguadoras, contando todos eles com lençóis de puro algodão e colchões topo de gama e todas as restantes comodidades para que os dias de descanso na natureza possam ser desfrutados com conforto absoluto. Todos os quartos têm também casa de banho, vista para a piscina e para o jardim (alguns para os dois), varanda com mobiliário de exterior e entrada privativa. Cá fora, este monte alentejano outrora cheio de mato e urzes oferece agora, além da lap pool que já foi usada por atletas de alta competição, uma paisagem idílica que inclui um lago natural, onde os hóspedes podem sentar-se nos bancos de baloiço ou dar um pequeno passeio de barco ou simplesmente ficar a apreciar os patos, tartarugas e peixinhos que por ali habitam, e um espaço onde podem interagir com vários animais, como cães, burros, cabras e cavalos.

Tudo isto perto de praias deslumbrantes como o Carvalhal, Alteirinhos, Zambujeira do Mar, Amália, Odeceixe, Amoreira e Arrifana.

ONDE COMER
MARISQUEIRA COSTA ALENTEJANA. Empreendedor até aos ossos, Daniel Correia, formado em gestão hoteleira, decidiu, aos 23 anos, abrir a Marisqueira Costa Alentejana. Correu-lhe e corre-lhe bem, o negócio. Hoje, quatro anos volvidos, abriu em frente, a apenas três metros de distância, o Restaurante Costa Alentejana. No mais antigo serve tudo o que é marisco. Da costa, claro, que não quer outros. Serve-os, a maioria das vezes (é o ex-líbris da casa) em barcos: sapateiras, percebes, navalheiras, lagostas, lavagantes, ostras e o que mais houver. Sempre fresco, sempre da região. Com batata-doce frita, por exemplo, para quem quiser. Na outra casa, leva à mesa sobretudo grelhados, peixe, lulas, polvos, chocos e as carnes também da região. Os dois espaços disponibilizam 170 lugares, mas não se pense que é muito, pois clientes chegam de todo o lado. E às sextas e sábados há música ao vivo. Para o ano, um novo Costa Alentejana irá abrir na Zambujeira do Mar. Daniel Correia não para.

AZENHA DO MAR. É na aldeia piscatória da Azenha do Mar, São Teotónio, que este restaurante delicia os paladares das muitas pessoas que o procuram. Mudou de gerência em 2018, quando Ausanda Salvador – cozinheira com muitos anos de experiência que decidiu ter um negócio em nome próprio – o adquiriu, mas não mudou mais nada (nem a decoração), mantendo- se uma referência a nível gastronómico na Costa Alentejana, sobretudo para quem gosta de marisco e peixe com uma relação qualidade/preço muito apelativa. A sapateira, o arroz de marisco, o arroz de tamboril, a feijoada de marisco e a caldeirada de peixe à moda da casa são algumas das especialidades. Mas há pratos novos a experimentar, açorda de ovas com linguado frito, camarão com natas, amêijoas com carne e bife e bitoque de vaca. A partir das 11h30 até às 22h00, a cozinha está sempre aberta.

INFORMAÇÕES:
TEIMA
Vale Juncal, S. Teotónio, Odemira
Tel.: 961 622 239

MARISQUEIRA COSTA ALENTEJANA
Rua Mira Mar, 8, Zambujeira do Mar
Tel.: 283 961 508

AZENHA DO MAR
Praia da Azenha do Mar, Odemira
Tel.: 282 947 297

Mais destinos