Facebook Lameirinhos | Chef Continente
Dificuldade:
Custo:
Tempo de Preparação:
Tipo de Refeição:
Ocasiões:
Chef:
Dieta:

Destinos

Lameirinhos

home-slider-top

Lameirinhos, uma casa de campo na barroca.

Acerca de três horas de Lisboa e a outras tantas do Porto, a aldeia da Barroca, inserida na área do Pinhal Interior, Fundão, e com grande proximidade ao rio Zêzere, continua a preservar o ambiente rural regido pelos ciclos agrícolas. Ao passear pelas suas ruas, surge, a cada passo, o genuíno espírito das Aldeias do Xisto, ou não fosse a Barroca a sede desta rede, acolhendo o seu Centro Dinamizador num solar do século XVIII, conhecido como Casa Grande. No caminho que segue até ao Zêzere, encontram-se moinhos antigos que trabalhavam com a força do rio. A beleza do espelho de água e da restante paisagem circundante requer um momento de pausa antes de se atravessar a ponte pedonal para a outra margem para descobrir as gravuras rupestres gravadas na rocha há milhares de anos. De regresso à Casa Grande, uma visita ao Centro de Interpretação ali existente esclarece dúvidas e desafia à descoberta de toda a Rota da Arte Rupestre da região do Pinhal Interior.

Muito perto da aldeia, estão disponíveis duas praias fluviais que são um verdadeiro apelo nos dias de calor: a praia fluvial de Lavacolhos e a praia fluvial de Janeiro de Cima, ambas com excelentes infraestruturas.

No alto da aldeia da Barroca, surge o local ideal para uns dias de descanso, enquanto explora calmamente as belezas da região. Trata-se da Casa de Campo Lameirinhos, um edifício erigido em 1945 pelos avós dos atuais proprietários para servir de habitação, no piso superior, e para funcionar como loja no rés-do-chão: uma padaria, onde também era possível adquirir manteiga, ovos, leite, fruta e outros produtos frescos da quinta onde a casa estava (e está) localizada.

Atualmente reabilitada, a Casa de Campo Lameirinhos passou de casa familiar e comercial a espaço de turismo rural. A estrutura do edifício manteve-se igual ao que sempre foi. As infraestruturas
foram alteradas e o telhado substituído para maior conforto térmico. A padaria é agora uma confortável sala de estar, espaço lúdico e de convívio, com paredes de xisto e com o forno original que funciona agora também como lareira. No primeiro piso, cinco dos seis quartos, passaram a ter casa de banho integrada (cinco são suites e um quarto tem casa de banho fora do mesmo). Uma das salas, mais sossegada, com janelas luminosas sobre os pátios, é o lugar perfeito para leitura. O pátio de cima, coberto por uma latada de vinha que convida a ficar, liga ao pinhal e às árvores de fruto. O pátio inferior, mais íntimo, marcado por uma fonte e por um cipreste, dá acesso à estrada e à aldeia. Mediante disponibilidade total dos quartos, a casa poderá ser alugada também como um
todo para grupos até 12 pessoas. E o pequeno-almoço está incluído em todas as tarifas.

Onde comer
fiado. Situado no coração de Janeiro de Cima (a 20 minutos da Barroca), o nome deste restaurante está relacionado com a atividade tradicional da tecelagem do linho, tão comum na região. Possuindo uma arquitetura contemporânea, o espaço interior tem uma decoração cuidada, feita para proporcionar um ambiente acolhedor e descontraído.
Considerado uma referência gastronómica na região, as propostas do Fiado fazem a viagem até esta Aldeia do Xisto valer a pena. A cozinha é bem portuguesa, prestando homenagem a pratos tradicionais e regionais, com destaque para o cabrito no forno a lenha, a chanfana, o javali, os maranhos, o bacalhau com broa e o polvo à lagareiro. Ótimas iguarias para quem sabe apreciar uma mesa devidamente composta e irresistível.

INFORMAÇÕES
Casa de campo Lameirinhos
Estrada Nacional 238 Lameirinhos, 1, Barroca
info@lameirimhos.com; http://lameirinhos.com
fiado
Rua do Espírito Santo, 5, Janeiro de Cima
Tel.: 272 745 024

Mais destinos

Declaração de Cookies