Casa flutuante no Alqueva | Chef Continente
Dificuldade:
Custo:
Tempo de Preparação:
Tipo de Refeição:
Ocasiões:
Chef:
Dieta:

Destinos

Casa flutuante no Alqueva

home-slider-top

Uma experiência de férias diferente

Nas águas calmas do Alqueva, perto da Amieira Marina, concelho de Portel, encontra-se, desde o ano passado, um alojamento turístico que surpreende pela diferença e originalidade: uma casa flutuante. Trata-se do projeto FloatWing, que apostou num produto inovador direcionado para o aproveitamento dos tempos livres em comunhão com a natureza.
Esta espécie de "ilha flutuante" está construída sobre uma plataforma com seis metros de largura por 16 de comprimento, tem uma tipologia T1 e possui todo o conforto de uma casa. No interior,
uma sala (com sofá-cama e salamandra para aquecer os dias mais frios), com cozinha incorporada, uma casa de banho e um quarto de casal. Na cobertura exterior existe um terraço na proa para
apreciar a paisagem ou apanhar sol, uma área de solário, uma bancada com grelhador e lava-louças e outro equipamento de apoio ao serviço de refeições ao ar livre.
Autónoma e autossustentável, a Casa Flutuante possui painéis solares térmicos e painéis solares fotovoltaicos, que asseguram a sua própria produção de energia. O teto permite o arrefecimento
do interior e o pavimento radiante possibilita o aquecimento. Na cave, situam-se os depósitos de águas de abastecimento e de águas residuais.
A motorização é uma valência inovadora desta casa, capaz de "navegar" a uma velocidade de cerca de cinco quilómetros/hora. Em alugueres mais longos, a Amieira Marina admite mesmo deslocá-la para outro ponto da albufeira, a pedido dos clientes. Uma outra opção para as férias é o aluguer de barcos casa, também na Amieira Marina. Graças à autonomia destes barcos, os utilizadores podemnavegar pelo lago, nas zonas autorizadas, acostando facilmente para poderem visitar as vilas mais próximas e outras áreas interessantes, a pé ou de bicicleta, beneficiando de todo o potencial turístico desta região.
E duas das vilas que se podem e devem visitar pela sua beleza e interesse histórico são Monsaraz e Mourão. A primeira repousa junto ao Guadiana, no cimo de uma colina. Foi conquistada
aos Mouros em 1167, tendo sido entregue aos Templários por D. Sancho II, para sua defesa e povoamento. O castelo de Monsaraz desempenhou durante séculos o papel de posto de vigia do rio, de onde se podia observar a fronteira com Castela. Mourão fica situada na margem esquerda do Monsaraz Guadiana, próxima da fronteira com Espanha, numa região de grande beleza natural. Esta vila orgulha-se dos seus monumentos e tradições, como é o caso do castelo que a coroa e enobrece, mas também da barroca Igreja Matriz de Nossa Senhora das Candeias (séculos XVII e XVIII), e dos muitos espaços verdes disponíveis no concelho, como a Mata de S. Bento.
A não perder, também, é a visita ao Museu do Medronho, na Herdade de Monte Santos, em Alqueva. Este espaço nasceu como homenagem ao medronheiro e é composto por quatro áreas distintas: exposição, loja, balcão de provas e destilação.


Onde Comer

Sabores de Monsaraz.

Situado na vila medieval de Monsaraz, este restaurante com vistas deslumbrantes para a albufeira do Alqueva e que se espraiam até Espanha é uma referência no que diz respeito à deliciosa gastronomia alentejana. O espaço é acolhedor e a comida, preparada pelas mãos experientes da anfitriã, Isabel Rolo, tem aquele toque caseiro que fica registado na memória e no palato de quem por ali passa para saciar o apetite. Bacalhau e borrego assado à moda da casa, migas gatas com bacalhau e coentros, sopa da panela, cozido de grão e lombinho de porco preto com esparregado alentejano são pratos a não perder. Para adoçar a boca, recomendam-se a sericaia com ameixas ou o arroz doce da sogra. Boa garrafeira.


Amieira Marina

Sobre as calmas águas do Grande Lago do Alqueva, este restaurante panorâmico oferece o melhor da gastronomia tradicional alentejana. Nas entradas, o queijo regional alentejano gratinado com orégãos, os ovos com farinheira, os cogumelos salteados com linguiça e alho e as silarcas com ovos despertam o apetite para os pratos que se seguem.
Os sabores regionais continuam a chegar à mesa com as açordas de cação e bacalhau e com o gaspacho alentejano com carapau frito. E porque esta é uma vasta região onde se estende
o maior montado da Península Ibérica, o porco preto, o borrego e os pratos de caça,como a perdiz e o javali, fazem as delícias dos amantes da boa cozinha. Mas o Amieira Marina oferece ainda modernos e requintados sabores, com especial destaque para o bacalhau, que surge em folhado e gratinado com espinafres e gambas e em supremos com batata de azeite. Os vinhos são também uma referência nesta casa, com a carta a apresentar preferencialmente marcas regionais.

Informações

Comer
Sabores de Monsaraz
Largo de S. Bartolomeu, Monsaraz
Telf.: 969 217 800

Amieira Marina
Amieira, Portel
Telf.:266 611 173

Dormir
Casa flutuante
Amieira, Portel
Telf.:266 611 173
http://amieiramarina.com

Mais destinos