Quinta de Ambrães | Chef Continente
Dificuldade:
Custo:
Tempo de Preparação:
Tipo de Refeição:
Ocasiões:
Chef:
Dieta:

Quinta de Ambrães

home-slider-top

Quinta de Ambrães

Situada nas encostas soalheiras do Vale do Tâmega, a Quinta de Ambrães possui solos de origem granítica, apresentando-se com uma fertilidade mediana, sendo no geral, de textura franco-arenosa. Destes solos emerge uma vinha com exposição sol-poente, o que confere às uvas sempre um excelente estado de maturação.

Os vinhos de Vale de Ambrães são exclusivamente produzidos com castas autóctones da região dos vinhos verdes, de onde se destaca o Azal e o Avesso, que, por isso, se caracterizam pelo seu perfil fresco, aromático, mas também equilibrado e sóbrio, o que faz destes verdes, vinhos muito fáceis de apreciar.


António Sousa - Enólogo e Representante

Formado em Viticultura e Enologia em Libourne (Bordéus), trabalhou cerca de dois anos no Chateau Canon la Gaferiere, de onde beberia o conhecimento que, mais tarde veio aplicar na produção dos vinhos de qualidade que destacam a Herdade de São Miguel no panorama vitivinícola.

O gosto que, desde muito cedo, demonstrou pelas “coisas da terra”, levaram-no a frequentar a Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural do Marco de Canaveses (EPAMAC), onde se formou como Técnico de Gestão Agrária. Já com o seu interesse pelos vinhos muito aguçado, licencia-se em Enologia pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro. O seu primeiro estágio profissional foi na Sandeman/Raposeira, na região do Douro. Porém, como originário da Região dos Vinhos Verdes e sentindo que havia muito trabalho a fazer pelos vinhos da região, decide aceitar novos desafios que lhe foram propostos na sua terra natal. Assim, começou por trabalhar no Solar de Carvalhosa, lecionou, durante 3 anos, na sua antiga escola, a EPAMAC e em 2003, forma a APVV-Apoio a Produtores de Vinho Verde; uma empresa de consultoria que visa dar ao produtor todo o apoio, desde a instalação da vinha, projetar a adega, delinear e acompanhar todo e qualquer processo de produção, até à colocação do vinho no mercado. Trabalha com vários produtores, dos quais se destacam a Quinta de Gomariz, a Casa de Vilacetinho, a Casa da Senra, a Quinta da Herdade, a Quinta da Levada e, claro está, a Quinta de Ambrães. Fruto da experiência adquirida e da sua forte apetência por inovar e experimentar, está o reconhecimento de muitos dos vinhos que assina, quer em concursos nacionais e internacionais, quer em muitas das publicações de referência ligadas ao vinho. A par de tudo isto, é membro da Confraria dos Vinhos Verdes, faz parte da Junta de Recurso da CVRVV (Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes), júri em concursos nacionais e internacionais e Vice-presidente da Rota dos Vinhos de Marco de Canaveses.


Fotografias da Quinta de Ambrães