Gin | Chef Continente
Dificuldade:
Custo:
Tempo de Preparação:
Tipo de Refeição:
Ocasiões:
Chef:
Dieta:

GIN

home-slider-top

O Gin e seu “primo” Genever, nos Países Baixos (Jenever na Bélgica) são bebidas destiladas brancas, aromatizadas com bagas de zimbro e um sortido variado de ervas e especiarias. A base do destilado do Gin é obtida principalmente de grãos (geralmente de trigo ou centeio), que resulta num destilado suave, pouco encorpado.

Genever é feito principalmente a partir de "vinho de malte" (uma mistura de cevada maltada, trigo, milho e centeio), que produz um destilado encorpado semelhante ao whisky de malte puro. Um pequeno número de genevers na Holanda e Bélgica, são destilados diretamente a partir de bagas de zimbro fermentadas, produzindo um destilado de sabor particularmente intenso.

O principal agente aromatizante em ambas as bebidas, Gin e Genever, é a baga de zimbro, fortemente aromática, comercialmente cultivada no norte da Itália, Croácia, Estados Unidos e Canadá.

Os sortidos adicionais de ervas aromáticas e especiarias podem incluir anis, raiz de angélica, canela, casca de laranja, coentros e ainda casca de cássia. Todos os fabricantes de Gin e Genever têm a sua combinação secreta de plantas, cujo número pode variar de um mínimo de 4 até 15.

Destilação do Gin

A maioria dos Gins são inicialmente destilados em colunas de destilação muito eficientes. O destilado resultante é bastante alcoólico, suave e pouco encorpado, límpido e com uma quantidade mínima de compostos de sabores e aromas. Genever é destilado em alambiques, equipamentos de menor eficiência, o que resulta num destilado com menor teor alcoólico, mas mais rico em sabores e aromas.

A composição dos gins de baixa qualidade, é obtida a partir da mistura do destilado de base com extratos de zimbro e ervas. Os gins de “massas”, são produzidos através da imersão das bagas de zimbro e ervas na base do destilado, e em seguida, esta mistura é redestilada.

Os gins de alta qualidade e genevers, são aromatizados de uma maneira única, em que após uma ou mais destilações, o destilado base é redestilado pela última vez. Durante a destilação final, o vapor de álcool passa através de uma câmara em que as bagas de zimbro e ervas secas são suspensas, e, enquanto atravessa a câmara em direção ao condensador, o vapor extrai delicadamente os óleos aromáticos e compostos aromatizantes das bagas e especiarias. Desta operação, resulta um destilado rico em aromas, com um grau de complexidade notável.

Classificação do Gin

O London Dry Gin, é o estilo dominante de Gin em Inglaterra. É um tipo de gin, que se presta particularmente bem para fazer misturas com outras bebidas. London Dry Gin é o estilo de Gin dominante no Reino Unido, nas ex-colónias britânicas, nos Estados Unidos e ainda em Espanha.

O Plymouth Gin, é relativamente encorpado (quando comparado ao London Dry Gin), é límpido, ligeiramente frutado e muito aromático. Originalmente, como estilo de gin típico do porto de Plymouth, o moderno Plymouth Gin é hoje em dia feito apenas por uma destilaria em Plymouth, a Coates & Co., que também detém o direito à denominação Plymouth Gin.

O Old Tom Gin, é o último exemplo que resta dos gins levemente adocicados, tão populares em Inglaterra no século XVIII, e o nome provém do que pode ter sido o primeiro exemplo de uma máquina de bebidas de venda automática. Em 1700, alguns pubs em Inglaterra tinham uma placa de madeira em forma de um gato preto (um "Old Tom") montado na parede exterior. Passageiros com sede depositavam um “penny” (uma moeda cêntimo de libra) na boca do gato e colocavam os lábios em torno de um pequeno tubo entre as patas do gato. O barman, no interior do bar, despejava então uma dose de Gin através do tubo para dentro da boca do cliente à espera.

O Genever ou Hollands, é o estilo holandês de Gin. Genever é o destilado obtido a partir de um mosto de cereais maltados, semelhante ao utilizado para o whisky. Oude ("velho") Genever, é o estilo original. É caracterizado por ter tons palha e ser relativamente doce e aromático. Jonge ("jovem") Genever, tem um palato seco e tem um corpo mais leve. Alguns genevers são envelhecidos durante um a três anos em cascos de carvalho. Os Genevers tendem a ser menos alcoólicos que os gins Ingleses. São geralmente servidos simples e gelados. Genever-style gins são produzidos na Holanda, Bélgica e Alemanha.

Regiões do Gin

A grande maioria do gin produzido no Reino Unido é London Dry Gin, principalmente a partir de colunas de destilação. Os gins britânicos são normalmente muito alcoólicos, com notas cítricas devido ao uso de limão seco e casca de laranja, na mistura de plantas. Os gins ingleses, são geralmente utilizados em bebidas de mistura.

A Holanda e Bélgica produzem Genever, principalmente a partir de alambiques. Genevers são destilados com quantidades de álcool mais baixas que os gins Ingleses, e são geralmente mais encorpados. Muitos destes gins são envelhecidos por um a três anos em cascos de carvalho. Genevers holandeses e belgas são geralmente refrigerados e servidos puros.

A Alemanha produz um Gin estilo Genever chamado Dornkaat na região da costa do Mar do Norte da Frisia. Este destilado é menos encorpado e mais delicado no sabor do que o holandês Genever e o inglês London Dry Gin. O Gin alemão é geralmente servido simples e frio.

Em Espanha produz-se uma quantidade substancial de Gin, tudo no estilo London Dry, em colunas de destilação. A maior parte é vendida para misturar com cola.

Os Estados Unidos são o maior mercado de Gin a nível mundial. O London Dry Gin é o que contribui para a maior parte da produção caseira de Gin, sendo uma grande parte produzida em alambiques. Os gins americanos (muitas vezes chamado de "soft" gins) tendem a ser menos alcoólicos e menos aromáticos do que os inglases ("hard" gins).

Gin - Origens e História

O Gin é uma bebida destilada a partir de cereais, aromatizada com zimbro. A palavra é uma abreviatura inglesa de Genever, palavra holandesa para zimbro. As origens do Gin estão ainda incertas. Uma das teorias, conta que no final da década de 1580, uma espécie de destilado aromatizado de zimbro foi encontrado na Holanda pelas tropas britânicas, que lutavam contra os espanhóis na Guerra da Independência holandesa. Eles agradecidamente beberam a bebida para receberem o que rapidamente veio a chamar-se de "coragem holandesa" na batalha. Os próprios holandeses foram incentivados pelo governo a favorecer tais bebidas destiladas, em detrimento do vinho importado e aguardente, por falta de impostos sobre tais bebidas locais.

Uma outra história conta que algumas décadas mais tarde, em 1600, o Dr. Franciscus de la Boe, na cidade universitária de Leiden, criou uma bebida medicinal, que ele promoveu como sendo um diurético, feita à base de um destilado de zimbro, aromatizado com especiarias,. O Genever, como lhe chamou, foi muito rapidamente favorecido através do Canal Inglês, primeiro como um medicamento (Samuel Pepys escreveu em 1660, sobre a cura de um caso de "cólica", com uma dose de "água forte, feita com bagas de zimbro") e, depois disso, como uma bebida.

Gin pode ser originário da Holanda e ter desenvolvido o seu estilo mais popular em Inglaterra, mas os mais entusiástico consumidores dos dias de hoje encontram-se em Espanha, onde há o maior consumo per capita no mundo. A produção do estilo London Dry Gin começou em 1930, mas o grande consumo não se verificou até a mistura de Gin e Cola se tornar inexplicavelmente popular na década de 1960.