--- | Chef Continente
Dificuldade:
Custo:
Tempo de Preparação:
Tipo de Refeição:
Ocasiões:
Chef:
Dieta:

Blog

O vinho ideal para o churrasco do fim de semana

| Comer, Beber e Lazer

25-05-2018 10:05

Está a chegar o calor, o verão, os dias mais longos e a vontade de ao fim de semana juntar as tralhas para fazer um valente churrasco. A churrasqueira, o carvão, o sal grosso, as mais variadas carnes e peixes e os utensílios certos são interpretes principais nesta ocasião e onde normalmente a cerveja, bem fresca, marca também a sua posição líder na  bebida a acompanhar tão alegre repasto.

No churrasco, o vinho ainda não é escolha principal para o nosso copo, pelas mais variadas razões que não adianta estar agora aqui a enumerar, mas na verdade, a escolha pelo vinho pode trazer também grandes momentos de descontração, frescura e harmonização à carne ou peixe que saíra da grelha.

Para começar, e enquanto estamos ainda naquela fase de preparação, a minha sugestão vai sem dúvida para bebericar uma “tacinha” de espumante. Leve, fresco e de baixa graduação alcoólica, o espumante é uma excelente forma de começar. Depois, quando a brasa já aconchega a carne ou o peixe e o calor aperta, se não quiser continuar no espumante, pode facilmente optar por um branco seco. A oferta costuma ser muito boa e a preços muito acessíveis. Para além disso, se começar desde logo a picar um chouriço na brasa ou uns tremoços, este tipo de vinho nunca se vai acanhar.

Quando já à mesa, e dependendo do tipo de churrasco que está a fazer, as opções de vinhos mantêm-se largas. Se for para o peixe, é natural que os brancos sejam a companhia ideal. Em peixe com menos gordura o branco do ano, com acidez equilibrada, fará o casamento perfeito, se a escolha for um peixe com mais gordura, como um salmão ou bacalhau, sugiro então branco com acidez e com mais alguma complexidade.

Para a carne, e fugindo um pouco aos tintos mais pesados e ou alcoólicos, a opção poderá se por tintos mais leves e frescos como os produzidos à base da casta rufete ou mesmo pinot noir entre outras. Prefira os tintos com mais acidez e guarde os mais encorpados para outros momentos. Não o sirva à temperatura ambiente. Isso será um erro. Baixe-lhe um pouco a temperatura e em alguns casos mantenha-o ligeiramente refrescado com um manga de refrigeração. Surpreenda os seus amigos!

,