--- | Chef Continente
Dificuldade:
Custo:
Tempo de Preparação:
Tipo de Refeição:
Ocasiões:
Chef:
Dieta:

Blog

Limão, morango e frutas tropicais no meu copo de vinho... a sério?

| Comer, Beber e Lazer

10-05-2018 10:05

Quando num jantar de família, ao provar um vinho branco, resolvi verbalizar a minha nota de prova à medida que lhe sentia os aromas e depois o bebia, sabia que iria haver alguma reação.

Comecei por interpretar o parte aromática. Calmamente fui afirmando os aromas a citrinos, a limas, com algum toque a fruta tropical, abacaxi a sobressair e ligeiro rebuçado de fruta quando se retira do papel que o envolve. Ficou tudo a olhar para mim. Quase de seguida fui bombardeado com exclamações e questões em relação ao que acabava de proferir. “A sério?”, “Estás a inventar!”, “Olha, a mim só me cheira a vinho!”, “Deitam-lhe aromas?”.

Esclareci que no vinho o único fruto utilizado é a uva e que tudo o que encontramos, por exemplo, ao nível do nariz, nada mais são do que as notas aromáticas que provêm de cada casta, da forma como é feito, do estágio que pode ter em barrica ou apenas em inox e mesmo da própria idade do vinho.

A memória olfativa de cada um depois faz o resto. Costumo dar um exemplo muito simples quando me refiro a encontrar aromas de frutos vermelhos num vinho tinto. Quando digo que cheira a morango apenas o posso dizer porque conheço o aroma do morango, ou seja, porque de alguma forma já estive em contacto com ele o tempo suficiente para o reconhecer dessa forma. A minha filha, quando numa primeira vez lhe pedi para tentar adivinhar ao que cheirava um vinho rosé exclamou com muita rapidez: “Cheira a gelatina de morango!”

Para os mais interessados e que querem ainda aprofundar ainda mais o conhecimento acerca dos aromas que pode encontrar no vinho, com uma breve consulta pelo amigo google, é possivel perceber o que podemos encontrar com cada casta, com cada tipo de madeira ou em cada região. Aromas a flores, a frutas frescas ou passa, a frutos secos, a especiarias, a minerais e outros são passíveis de se encontrar no nosso copo de vinho. Encontrá-los não deixa de ser um desafio aliciante e mais uma razão para mais uns momentos bem divertidos à volta do vinho.

,